some proof of actual bosnian studying

(Picture by Blandm – http://flickr.com/photos/blandm/)

Continuando em português, porque o assunto também atinge os alunos iniciantes, bem como alguns mais adiantadinhos, que já deveriam ter memorizado os verbos no passado, mas por algum motivo sinistro AINDA não o fizeram…


Bom, a questão é bem simples: quem está aprendendo inglês, ou já se deparou com os amáveis verbos irregulares, ou vai se deparar.

Se você quer aprender inglês e quer ter um mínimo de acuracidade, então, você tem que estudar os verbos irregulares e tê-los na ponta da língua na hora de falar, para não ficar gaguejando e deixando seu interlocutor agoniado, certo?
Mas, antes de ir adiante, é preciso lembrar um ‘detalhezinho’ que muitos não se dão conta. Quando os alunos são apresentados à nova matéria, os verbos irregulares, muitas vezes, eles ficam tão preocupados em memorizar todos aqueles verbos, que acabam se limitando a memorizar os verbos no passado e passam a usá-los sempre, toda vez que desejam formular uma frase no passado. OK, e onde está o problema nisso?

Você só usa os verbos irregulares nas frases afirmativas!!! No negativo, você tem que usar “did not” ou “didn’t” mais o verbo na forma BASE (ex.: I DIDN’T GO); e nas perguntas, você precisa usar “did” mais o verbo na forma BASE (ex.: DID YOU GO?) . Ou seja, das três possíveis formas – afirmativas, negativas e interrogativas – SOMENTE NO AFIRMATIVO você deve usar os verbos irregulares no passado (ex.: I WENT…), conforme você os encontra na lista de verbos irregulares (ex.: became, went, took, got, sold).
Bom, o lembrete era esse. Então, baixe uma lista de verbos irregulares (clique aqui) ou, se preferir, veja a lista nesta página (clique aqui). Não há receita milagrosa senão estudar bastante para memorizar os verbos (e tantas outras coisas, não?). O que há são técnicas diferentes de memorização e pessoas com seus diferentes estilos de aprendizagem. Mas isso é assunto para outros tópicos…

Lilli.

Anúncios